5 exercícios para promover o autoconhecimento das crianças

promover o autoconhecimento das crianças
promover o autoconhecimento das crianças

5 exercícios para promover o autoconhecimento das crianças

O conceito de soft skills é hoje muito popular no mercado de trabalho. A resiliência, a capacidade de adaptação ou a capacidade de trabalho em equipa são requisitos essenciais para a maioria das empresas.

No entanto, quantos de nós nos lembramos de ter abordado estas questões no nosso percurso escolar? No projeto AcademiaCV acreditamos que hard skills e soft skills têm de ser trabalhadas em conjunto, e é por isso que hoje partilhamos convosco 5 exercícios para promover o autoconhecimento das vossas crianças!

A importância de exercitar o autoconhecimento desde cedo

Nestes tempos turbulentos que vivemos, as soft skills são essenciais, não só no contexto laboral, mas também para a manutenção da saúde física e mental de cada um.

Ao desenvolver o seu autoconhecimento, a criança desenvolve também a sua autoestima, pois aprende a reconhecer melhor as suas emoções e também a desenvolver estratégias positivas para lidar com os seus sentimentos. 

Como em tudo, a prática leva à perfeição, e a melhor forma de desenvolver esta competência desde cedo, é exercitá-la de forma consciente, com a orientação de um professor/tutor/educador. Em seguida,conheça os 5 recursos pedagógicos que o podem ajudar nesta tarefa.

1- Quem és tu? – Descobrir a identidade

Este é um exercício que poderá ser utilizado como quebra-gelo, para um grupo recém-formado. Mas poderá ser utilizado em muitos outros momentos. O jogo consiste em 36 perguntas, que poderão estar em formato de cartões ou num dado, que é lançado ao ar, garantindo a ordem aleatória das perguntas. E quais as perguntas que podemos encontrar neste jogo? “Qual a tua cor preferida?”, “o que faz rir?”, “o que mais gostas em ti?” ou ainda “o que é que não gostas de fazer?”. 

Com estas perguntas simples, ficará a conhecer melhor os seus alunos, assim como eles se ficarão a conhecer melhor entre si. Verbalizarão o que pensam e quem são, tornando-se assim mais conscientes da sua própria identidade.

2- Emoções e Expressões – Aprender a identificar as emoções

Imprima a folha com as diferentes emoções (aceda ao link no botão abaixo), e, em conjunto com o seus alunos, dê um nome às diferentes expressões representadas. Peça depois aos participantes para eleger a emoção que mais e menos gostam, justificando o porquê.

Consoante a idade e a proficiência em língua portuguesa, pode pedir aos alunos que relatem situações em que sentem cada uma das diferentes emoções.

Poderá ser encarado como um simples exercício de aprender o nome das emoções em português, mas é também uma excelente prática de reflexão da criança sobre si mesma.

3- Desenha uma ideia – Promover o autoconhecimento

Este recurso pedagógico apresenta uma ilustração incompleta, que mostra uma cabeça com um espaço vazio e a instrução “Desenha uma ideia na tua cabeça”. Imprima o material pedagógico que preparámos para si (link abaixo), e distribua uma folha por cada um dos seus alunos. Em seguida, peça-lhe que desenhem quais as ideias e emoções que normalmente têm na sua cabeça! Para evitar a partilha de emoções ou experiências mais negativas, pode afirmar que a figura representada na ilustração tem um sorriso. Orientando o exercício dessa forma, potenciará a partilha de emoções positivas.

4- Enche a caixa – o que me é mais precioso? 

O princípio deste jogo é muito semelhante ao recurso pedagógico “Desenha uma ideia”, mas desta vez o aluno é convidado a expressar quais os objetos que lhe são mais preciosos. Imprima a ilustração da caixa vazia que preparámos e peça aos seus educandos para desenhar na caixa os objetos mais importantes que tenham ou que gostariam de vir a ter. Em seguida, promova o diálogo junto da turma, promovendo a troca de ideias positiva.

5- O meu horário semanal – O que faço no meu dia-a-dia?

Complementar aos recursos pedagógicos que permitem à criança saber melhor quem é, o exercício “o meu horário semanal” proporcionará à criança uma reflexão sobre as atividades diárias que realiza. Distribua aos seus alunos o material gráfico deste recurso – um horário semanal e ilustrações com atividades diárias, tais como comer, lavar os dentes ou outras.

Peça ao aluno para atribuir o desenho da atividade representada ao horário em que normalmente a executa. Após o preenchimento completo do horário, analisar em conjunto o tempo que está a ser dedicado a cada uma das atividades e apoiar o aluno na reflexão sobre a organização das mesmas, assim como o tempo que dedica ao estudo.

Gostou das nossas sugestões? Veja mais recursos pedagógicos!